Os 13 aparelhos mais fracassados de todos os tempos

1 – Commodore 64 Games System – Um dos maiores fracassos da história dos games, esse console foi lançado apenas na Europa e recebeu severas críticas por ser ultrapassado. Apesar de ter iniciado sua comercialização em 1990, no início da era dos aparelhos de 16-bits, o Commodore tinha capacidade para apenas 8-bits, e poucas fabricantes confiavam seus jogos a ele. Não há informações sobre o número de cópias vendidas, apesar de se saber que é baixo.

2 – Dreamcast (Sega) – Sucessor do Sega Saturn, este foi o quinto e último console lançado pela Sega, em 1998. Segundo críticos, a reputação negativa do antecessor ocasionou no baixo número das vendas, que não chegaram a 11 milhões.

3 – TurboGrafx-16 – Enquanto o Mega Drive, seu concorrente direto no ano de seu lançamento (1989), tinha hardware mais avançado e espaço para instalar dois controles, o TurboGrafx-16, desenvolvido pela Hudson Soft em parceria com a NEC, era bastante limitado. O fato levou o console a ter problemas com as desenvolvedoras de games nos EUA, resultando em baixa nas vendas – cerca de 10 milhões de aparelhos foram comercializados no mundo até 1995, quando parou de ser produzido.

4 –  Sega Saturn – Apesar de ter alcançado razoável popularidade no Japão, o console da Sega, lançado em 1994, não foi bem no resto do mundo. As vendas não chegaram a 10 milhões de cópias, segundo o site GamePro.

5 – Sega CD – A pouca variedade de games de qualidade, o preço e o fato de seu lançamento ter sido um tanto tardio em relação aos concorrentes da era dos 16-bits fez com que acessório para Mega-Drive Sega CD – cujo início da comercialização nos EUA só se deu em 1993 – não vendesse mais de 6 milhões de cópias.

6 – Neo Geo Pocket – Lançado em 1998 pela fabricante SNK, o primeiro portátil da Neo Geo não vendeu mais de 2 milhões de cópias. Para efeito de comparação, o Game Boy da Nintendo, mais bem-sucedido aparelho do gênero, teve quase 120 mi de unidades comercializadas.

7 – Nokia N-Gage – Um game portátil de alta qualidade com celular. Essa era a ideia da Nokia quando lançou seu N-Gage em 2003, um grande fiasco, cujo número de unidades vendidas é até hoje um mistério. Segundo informações oficiais da empresa finlandesa, foram comercializados no total 2 milhões de aparelhos.

8 – 3DO Interactive Multiplayer – Apesar da grande variedade e alta qualidade dos jogos disponíveis para este console, lançado em 1993, o 3DO não conseguiu ultrapassar a marca de 2 milhões de cópias vendidas devido ao alto preço imposto pela fabricante para sua comercialização – US$ 699.

9 – Sega Nomad – Portátil da Sega lançado em 1995 com um enorme acervo de jogos do Mega Drive em cores, o aparelho teve problemas principalmente por causa de suas baterias, cuja durabilidade não passava de 160 min quando em uso. Vendeu apenas 1 milhão de cópias.

10 – CD-i – Lançado pela Philips em 1991, o console CD-i foi um fracasso desde o início, principalmente por causa do limitado número de games disponível para ele. Foram apenas 570 mil unidades vendidas até 1998, quando parou de ser fabricado.

11 –  Atari Jaguar – Lançado em 1993 pela Atari Corporation para competir com os bem-sucedidos Mega Drive e Super Nintendo, o console foi um dos menos vendidos da história, com índice inferior às 250 mil unidades. O ex-editor do site especializado em games IGN, Craig Harris, classificou o controle da máquina como o pior de todos os tempos.

12 – Sega 32X – Este acessório para o console da Sega Mega Drive marca o início da falência da Sega como fabricante de consoles. Ao custo de US$ 650, o aparelho, pesado e nada prático, não conseguiu ultrapassar a marca de 200 mil unidades vendidas.

13 –  Apple Bandai Pippin – Um enorme fracasso. É assim que pode ser definido o console da Apple lançado em 1995, com produção da japonesa Bandai. Apesar de trazer como novidade um drive para CD-ROM, o altíssimo custo do aparelho, US$ 599, não lhe permitiu obter um número considerável de vendas, cuja marca não ultrapassou as 42 mil unidades comercializadas.

Fonte:ProibidoLer.com

Expressões Gamer – As Gírias mais utilizadas pelos gamers


Olhando nos sites por essa internet afora , encontrei um post muito interessante sobre as gírias(Expressões próprias sobre games). Muitos já devem ter lido em revistas palavras estranhas ou até mesmo alguém falar e não entendeu nada.
Como exemplo: Esse jogo é em FPS. Entendeu..??
Então para dismitificar essas e outras palavras vou compartilhar com vocês algumas mais usadas. Vejam abaixo:

Slowdown: É o termo usado para designar as quedas de frames. Quando um jogo fica mais lento (por causa da queda de frames)  – Alguns chamam de LAG (Por causa da lentidão que se dava numa conexão em jogos de rede)

Adventure: é o gênero de jogo que engloba os games de aventura, por isso o nome adventure (aventura).

Anti-Aliasing: É um processo feito com os gráficos do jogo para remover o serrilhado deles (serrilhado é quando o contorno das coisas [personagens, objetos, o jogo em geral] ficam meio que tracejados ou pontilhados, isso se chama serrilhado). Com o Anti-Aliasing, os jogos ganham uma aparência mais leve e limpa em seus gráficos. Todos, ou a maioria, dos jogos da atualidade possuem Anti-Aliasing.

Beat’n Up: É o gênero dos jogos “anda-e-bate”, como os consagrados Final Fight, Streets of Rage e – impossível esquecer – Tartarugas Ninja IV. Não só os clássicos, mas também há beat’n ups mais recentes, como a série das Tartarugas Ninja para PS2, por exemplo.

 

Os famosos “Briga de Rua” (Final Fight e Streets of Rage)

Bug: Trata-se de uma falha que ocorre no jogo, como quando o personagem atravessa uma parede, é sugado pelo chão, atravessa algum inimigo.
Ex: “Esse jogo tem muitos bugs” (Esse jogo tem muitas falhas)

 

Construção do edifício em GTA –  e um Bug na parede do jogo Sonic

Cheat: Os cheats são códigos secretos presentes nos jogos, nos quais se você apertar uma determinada sequência de botões poderá fazer algo “diferente”.
-Ficou popular com os jogos da série GTA, onde podemos usá-los para conseguir todas as armas, vida infinita, diminuir nosso nível de procurado.

Fighting Game: São os jogos do gênero luta. Eles são chamados de Fighting Games.

 FPS:  Sigla usada para designar o termo “First Person Shooting”, ou tiro em primeira pessoa, no caso, os jogos de tiro com os quais estamos acostumados, como Call of Duty, Medal of Honor, Counter-Strike, etc.

Hack’n Slash: O hack’n slash é um gênero de jogo que mistura aventura com beat’n up. Nos hack’n slashs, temos um pouco deste “anda-e-bate” misturado a vários quesitos dos jogos de aventura, como resolver alguns enigmas para passar das fases, pegar novas magias e ataques, aprender novos movimentos.

 

God of War Hack’n Slashs da atualidade

Puzzle: Palavra usada para se referir aos jogos de estratégia. Em português, significa “enigma”.

 

Tetris éexemplo de jogo de estratégia

RPG:
Principais características:
-O personagem poder viajar por um grande mundo,
-Subir de level (um tipo de nível que quando aumentado, deixa o personagem mais forte, resistente etc.)
-Batalhas por turno;
– Grandiosas histórias;
-Horas de jogatina ao extremo (Mínimo de 15 horas)

 

Uma batalha de RPG em Final Fantasy V

Shooter: É o gênero dos jogos que mesclam aventura com tiro.
Os Shooters, na verdade, são jogos de aventura que usam os tiros como característica principal, mas possuem os pulos, os ataques, as explorações, todos os elementos dos jogos de aventura.

 

Resident Evil 5: Jogo de tiro com aventura (shooter)

Shoot’n Up: São os jogos de “navezinha”, como estamos acostumados a dizer.

 

Super Star Dust Ps3-Shoot’n Up Atual


Side-Scrolling:
 Traduzido, fica “deslocamento lateral”. Em suma, são os jogos que víamos antigamente e que raramente se vê hoje em dia: aqueles em que o personagem só vai pro lado até completar a fase, sem esses mundos 3D gigantes para explorar.

 

Mario,Sonic,Aladin: Exemplos de jogos side-scrolling



Siglas dos consoles

PS3 ~ PlayStation 3 (rede online: PSN ~ PlayStation Network)

X360 ~ Xbox 360 (rede online: XBL ~ Xbox Live ou XBLA ~ Xbox Live Arcade)

Wii ~ Nintendo Wii (rede online: Nintendo Wi-Fi Connection ou Nintendo Network, sem abreviação)

PS2 ~ PlayStation 2

GC ~ Game Cube

PS1 ou PSX ~ PlayStation 1

N64 ~ Nintendo 64

SS ~ Sega Saturn

SNES ~ Super Nintendo Entertainment System

SMD ~ Sega Mega Drive

NES ~ Nintendo Entertainment System, ou Nintendo 8-bits, ou Nintendinho, tanto faz

SMS ~ Sega Master System

Fonte:PointGames 
Adaptado por : VictorLemos